Ô orgulho!

Aconteceu n(uma) livraria em Xanxerê.

Situação 1:
Cliente hipotética (eu): Vocês tem alguma coisa do Erico Verissimo?
Atendente hipotética (mas real): Ãh… Não.
Vinte minutos depois eu encontro Clarissa. Mais dez minutos, Incidente em Antares. Se eu procurasse umas duas horas era capaz de achar um manuscrito dele!
Situação 2:

Eu: Tem Jogos de Damas, do Davi Coimbra?
Atendente: Não temos nada sobre jogos.
Eu: Não é sobre jogos, são contos.
Atendente: Não temos nada sobre jogos.
E nisso me leva pra seção infantil, me provar que só tem um de jogos de criança. Nada de damas. E sim, achei um livro do Davi Coimbra também.
No minímo vergonhoso :P
    • a Jhu
    • 23 de Maio, 2009

    Apelou na parte do manuscrito né?
    Claro que você não ia achar um manuscrito dele lá.
    Er.

    Mas é realmente revoltante… passei por situação semelhante quando fui lá comprar revistas de joguinhos…

    • Camila
    • 24 de Maio, 2009

    Que cruel, haha :]

    • deo, a terrível.
    • 24 de Maio, 2009

    Eu já havia me perguntado o motivo pelo qual bibliotecários e vendedores de livrarias estão lá, se eles não entendem nada de livros… todo mundo que compra livro já deve ter passado por isso.

    Faz como eu, cumprimenta a moça que te oferece ajuda e diz que tá só olhando.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: